Dreadlock - Minha experiência e Desabafo

 Dreadlock em negras

Esse é um assunto que eu acho que eu nunca comentei aqui no blog, mas que eu já estava querendo falar sobre isso a muito tempo. Vocês sabem que aqui no blog eu falo sobre qualquer coisa que tenha acontecido na minha vida que foi importante pra mim ou que ainda é, se foi alguma mudança que trouxe coisas boas pra mim ou não, enfim.
Eu queria falar sobre a minha experiência com os dreads e desabafar também sobre isso, afinal esse assunto é meio polêmico no mundo da beleza.

Dreadlock

Desde sempre eu vejo que muitas pessoas ainda tem preconceito com dread, porque a nossa sociedade foi constituída com padrões de beleza antigo, e até hoje grande parte da sociedade segue esses padrões, principalmente os nossos pais e avôs.
E quando nos somos pequenos ainda dependemos muito dos pais, nos acreditamos em tudo que eles falam, nos seguimos a opinião deles achando que é o correto, e sai por ai falam pra meio mundo sobre o que você acha sobre tal coisa falando que é a sua opinião, e na verdade você não sabe de nada.
Mas quando nos cresce nos percebemos que isso é um erro e ai que começa o processo de forma a SUA opinião, e é isso que nos diferencia um dos outros e faz com que você seja único.


Quando eu tinha uns 12 a 14 anos eu não tinha opinião, eu acreditava em qualquer coisa que as pessoas me falam, se eu não ouvisse sobre tal coisa eu ficava em cima do muro sem saber se gostava ou não. E sobre dread era a mesma coisa, as pessoas diziam que era sujo, que era coisa de mendigo, de gente porca e muitas outras coisas horríveis, e eu acreditava em tudo.
E com 15 anos eu mudei muito a minha cabeça, eu comecei do zero a forma a minha opinião sobre tudo e acha o que era certo e errado pra mim. Com 16 anos eu comecei a ver muitas pessoas compartilhando coisas sobre dread, pessoas fazendo dread e eu comecei a gosta, e achei lindo essa arte e comecei a pesquisa muito sobre isso, ver o que era esse estilo.
Quando eu vi todas aquelas pesquisas eu levei um pequeno choque, porque tudo que eu pensava sobre dread a anos atrás era tudo mentira. Existe muitos tipos de dread, é limpo, tem uma história sobre esse estilo de cabelo não é só por estética ou moda que ele surgiu. Continuei pesquisando muito e gostando muito, até que eu fiz os dreads no meu aniversário de 17 anos.

Dreadlock

Eu fiz dois dreads de agulha na nuca, fiz com o meu próprio cabelo e alongamento pra deixar do tamanho do meu cabelo normal. Fazer dread é caro por isso que eu fiz apenas dois, eu paguei 30 reais em cada mais os acessórios que dependendo do material vai sair um pouco caro também.
Em questão da permissão da mamãe já que eu era menor de idade foi meio que surpresa. Eu já tinha comentado com ela que eu queria fazer e tal, só que eu falei que estava indecisa se iria ficar bom ou não, e que eu iria fazer o dread de lã porque se não ficasse bom eu não iria precisar corta o cabelo. Depois de muito tempo que eu tinha comentado, eu fui na Galeria do Rock finalmente fazer e já estava decidida que iria fazer de agulha, porém a minha mãe não sabia, então quando eu cheguei em casa ela ficou chateada óbvio mas não falou pra mim tirar, afinal eu tinha pagado do meu próprio bolso mas eu não poderia fazer mais nenhum.

Dreadlock em negras

Foi assim que eu passei um ano com o dread. Eu pensava em fazer mais quando tivesse dezoito anos mas acabou que eu não penso mais em fazer e decidi tirar os que eu já tinha. Foi uma decisão meio difícil pra mim porque os dreads eram as minhas raízes, mas apesar de gostar muito eu já estava enjoando um pouco, já não estava mais com vontade de cuidar, eu queria algo novo e já tinha combinado que iria tirar quando eu fizesse dezoito anos pra fazer algo diferente no cabelo. Porque eu acho que mudanças de cabelo são mais importantes para mim do que fazer aniversário, acho que a aparência do cabelo me muda mais do que os números. E eu demorei alguns dias pra criar coragem de cortar, mas eu já estava decidida.
Hoje em dia eu não me arrependo mas eu sinto muita saudade, principalmente nesse calor que eu amarrava o cabelo com o dread e agora quando eu não tenho algo por perto pra prender o cabelo eu passo calor haha.


No início eu recebi poucas críticas, afinal era um lugar escondido e que muitos não conseguia ver ou perceber que tinha um dread ali, mas a maioria das criticas foi dos familiares porque eu não dou liberdade pra pessoas de fora criticarem, mas sei que teve com certeza mesmo que não tenha chegado no meu ouvido.
 Eu fico muito irritada quando algum parente falava "porque você fez isso? seu cabelo era tão bonito!" ou "como a sua mãe deixou você fazer esse negócio nojento no cabelo?", eu fico revoltada só de lembrar disso porque as pessoas não respeitam os gostos de cada um, o cabelo é MEU eu faço o que eu quiser. E outra coisa que as pessoas hoje em dia fazem é associar dread a drogas, só porque uma pessoa tem dread ela pensa que a pessoa fuma maconha, usa todos os tipos de drogas e que vai te roubar, e isso é RI-DÍ-CU-LO, não é bem assim que as coisas acontecem.

Dreadlock em negras

Então resumindo, se você não gosta desse estilo de cabelo, não julgue! Se você não sabe o que é, não sabe o que significa e ouve o que as pessoas falam sobre, pesquise e conheça mais mesmo que você não gosto, mas respeite!

Foi muito bom poder desabafar e falar o que eu acho, e eu espero que as pessoas entendam o assunto e que pelo menos respeite o estilo e as pessoas que seguem isso.
Por hoje é isso, beijos!

11 comentários:

  1. Oi, nega, adorei seus dreads e seu desabafo. Também passei/to passando por esse processo de formação de opinião e suuper concordo com tudo o que você falou. Tô até pensando em mostrar esse post para os meus pais, eles sempre tiveram esse preconceito ridículo com dreads (e várias outras coisas)... na verdade acho que não faz muito meu estilo, mas respeito quem tem e adoraria que eles parassem de julgar e criticar, afinal eles não sabem nada por trás da história e da cultura rastafari, etc. Existem muitas pessoas assim mas tudo o que você deve - nós devemos- fazer é ignorar, sério, porque geralmente são pessoas muito cabeça dura e mente fechada.
    PS: seu cabelo é lindo demais!
    Beijinhos!

    http://decaronanasnuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Gabriella, as pessoas que não conhecem e não gosta desse estilo deveria ignorar e respeitar apenas. Mostre esse post para eles e entre outros que tem na internet sobre assuntos que seus pais tenha preconceito, mas tente fazer eles entender ou respeitar, porque as vezes infelizmente mesmo falando e mostra eles não entendem ou não querem entender.
      Beijos e muito obrigada <3

      Excluir
  2. Oiie!! Tudo bom?? :D
    Eu acho bem bacana dreads!! Realmente essa sociedade hipócrita, cabeça fechada e alienada que nós temos julga muito e não sabem nada. Também sou a favor de fazer o que gosta, independente da opinião do outro. Se gostamos e nos sentimos confortável com tal cabelo ou qualquer outra coisa, devemos sim fazer!
    Acredito mesmo que dê um trabalhão danado para cuidar... Mas o resultado fica bonito!! Tão bonito que adorei aquele cabelo daquela moça (agora não sei se foi no Oscar ou outro evento) que foi julgada e tals, e depois a jornalista pediu desculpas... Ela é uma mulher tão linda e ficou ainda mais com aquele cabelo!
    Somos mulheres de atitude, e devemos fazer o que tivermos vontade e pronto! haha :D
    E você também é muito bonita!! Arrasa com os seus cachinhos ou dreads!! :D

    Beijos,
    Marcella
    Diário de Marcella

    - Facebook
    - Twitter
    - Youtube
    - Instagram

    ResponderExcluir
  3. Oi guri abunita... assunto poL~emico podemos dizer assim... minha irmã usava em toda cabeça nossa era lindo eu adorava ver super estilosa resultou que teve de raspar a cabeça pra tirar tudo é carequinha....enfim..o seu ficou delicado e lindo amo seu cabelo .
    bezos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Juliana,
      Eu acho lindo também em toda a cabeça, mas a coragem é pouco porque justamente, depois tem que raspar tudo haha.
      Beeijos!

      Excluir
  4. Eu acho muito bonito dreads, sempre tiver vontade de colocar, mas as pessoas tem muito esse comentários maldosos sobre esse tipo de cabelos! Um dos casos ressentes que aconteceu foi com a Zendaya no Oscar que uma repórter falou que deveria cheirar mal, depois Zendaya foi em uma rede social e respondeu em alto nível! É triste a sociedade julgar as coisas assim, acho que ninguém precisa ficar seguindo tal padrão da beleza perfeita.
    PS: O seu cabelo continuar lindo *-*
    Beijinhos
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Fran,
      Isso mesmo, falou bonito! Hoje em dia as pessoas julgam muito, temos que para com isso. Cada um faz o que quer!
      Beijos!

      Excluir
  5. Que cabelo lindo.
    O preconceito vem de todos os lados e isso é fato. Mas quando damos um chega pra lá sambamos na sociedade!
    Não sabia que era caro pra por dread. Nunca coloquei, mas depois de ver suas fotos até gostei da ideia.
    bjs bjs
    http://formula-amor.blogspot.com.br/2015/03/sorteio-1-zaphir-guerra-dos-magos.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, pois é Sofia. Por isso que nos devemos sempre responder essas pessoas maldosas para ficarem espertas.
      Depende do lugar também Sofia que ai a media de preço muda, mas é sempre bom mudar!

      Excluir
  6. Quando eu era novinha (uns 12 aninhos) eu chorava para ter dreads, sempre achei MARAVILHOSO.
    Sempre tem aqueles que enxergam de uma forma errada né? Mas eu amo e admiro
    Um beijo e amei o post!

    Les Jours de Marcela

    ResponderExcluir
  7. As pessoas se preocupam tanto com a vida alheia... bora começar a cobrar essa audiência para ficarmos rycaix! Razô com os cachos, com os dreads e com o post! <3

    www.carolvayda.com.br

    ResponderExcluir